Elaine Cruz

Elaine Cruz é psicóloga clínica e escolar, com especialização em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade. É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e no exterior. Atua como terapeuta há mais de trinta anos e é conferencista internacional. É mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA) e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Como escritora recebeu o 'Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional' e é autora dos livros “Sócios, Amigos e Amados”, “Amor e Disciplina para criar filhos felizes” e o mais recente, "Equilíbrio Emocional", todos títulos da CPAD.

Aquecendo a casa

O frio mata. Já morei em países em que a temperatura média no inverno era de -10 graus Celsius. A casa precisava ser aquecida, e o tanque do carro devia estar sempre cheio, de modo a manter o carro ligado em situações de congestionamento, pois se a gasolina acabasse, a chance de morrer congelado dentro do carro era grande.

O frio mata devagar. A pessoa vai deixando de sentir seus membros, sua respiração vai se tornando lenta, o sangue vai parando e seus órgãos começam a falhar. Mesmo quando a mente ainda está ativa, a pessoa não consegue se mexer, nem mesmo gritar por socorro.

Emocionalmente, a frieza da alma também pode ser tão grande, que leva a pessoa a congelar sua vida e seus sonhos. Viver numa casa com pais distantes, que não demonstram afeto, que não abraçam ou elogiam, que são incapazes de perceber e de amar seus filhos, é como viver dentro de um iceberg emocional.

Muitos lares são assim: frios, secos, nevados. Não há aconchego, calor humano ou o afeto caloroso. As pessoas pouco se falam, e vão se tornando congeladas, não conseguindo nem mesmo gritar por socorro, por um colo, pela atenção do outro.

A Bíblia diz que a mulher sábia não receia a neve por seus familiares, pois todos eles vestem agasalhos. (Provérbios 31.21). É claro que o texto deve ser interpretado no sentido literal: a temperatura de Israel no inverno é muito fria, nevando em algumas regiões por meses. É de se esperar, portanto, que uma mulher sábia se organize para o inverno, aquecendo sua casa e agasalhando os membros da sua família.

Entretanto, se aplicarmos o texto dentro do contexto afetivo, a lição que aprendemos é a de que nossa casa precisa estar aquecida. É muito bom voltar para uma casa calorosa depois de um dia estafante de trabalho. É gratificante saber que por mais que o mundo corporativo e profissional seja estressante e frio, podemos encontrar calor humano em casa: pais interessados no cotidiano dos filhos, filhos solícitos à instrução amorosa de seus pais, cônjuges prontos a abraçar e aquecer a alma e o corpo um do outro.

Não tema a neve. Se o desemprego de um dos cônjuges bater à porta, é bom poder contar com o suporte do outro. Quando a doença chegar, os membros da família se revezam nos cuidados. Quando o choro for necessário, é sempre bom ter um ombro amigo para abraçar a alma e aquecer o coração.

Agasalhe seu cônjuge. Abrace, beije, diga palavras de ânimo, e o apoie em suas tribulações e lutas pessoais. A vida conjugal implica em cumplicidade, entrega e uma boa dose de calor humano, fazendo com que o outro não se sinta só. 

Agasalhe seus filhos e netos. Ou, se for solteiro e adulto, agasalhe seus pais. Supra seus familiares de amor sincero e incondicional, dê o beijo de boa noite, cubra com cobertas antes de dormirem, e não deixe de cobri-los de orações, de elogios, de ensinos e de afeto. Quando fecharmos a porta, e deixarmos a neve do inverno da vida do lado de fora, que nossas casas estejam sempre aquecidas!

elaine

Elaine Cruz 

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

O que os outros vão pensar?

Escrito por Elaine Cruz
O que os outros vão pensar?     

Somos pensados pelo outro desde antes do nascimento. São os outros que nos dão nome e sobr...

Dons ou Frutos?

Escrito por Elaine Cruz
Dons ou Frutos?     

No meu livro Equilíbrio Emocional, lançado pela CPAD, eu discuto o fato de que temos prior...

Escolha a Alegria!

Escrito por Elaine Cruz
Escolha a Alegria!  

A alegria é considerada uma emoção positiva. Sorrir é um ato com um significado universal,...

Livrando-se da Ansiedade

Escrito por Elaine Cruz
Livrando-se da Ansiedade

A ansiedade é chamada o mal do século vinte e um. Ela está ligada aos nossos dilemas frent...

Acertando o tom da voz

Escrito por Elaine Cruz
Acertando o tom da voz

Espaços de trabalho podem ser estressantes. Atender pessoas ao telefone muitas vezes exige...

A Importância do Toque

Escrito por Elaine Cruz
A Importância do Toque     

Muitas pesquisas, realizadas desde o período da segunda grande guerra mundial, quando muit...

Namorar

Escrito por Elaine Cruz
Namorar       

Na infância, especialmente entre as meninas, é comum que se imagine como será namorar, qua...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2019 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.