Elaine Cruz

Elaine Cruz é psicóloga clínica e escolar, com especialização em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade. É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e no exterior. Atua como terapeuta há mais de trinta anos e é conferencista internacional. É mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA) e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Como escritora recebeu o 'Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional' e é autora dos livros “Sócios, Amigos e Amados” e “Amor e Disciplina para criar filhos felizes”, todos títulos da CPAD.

A Primavera da vida

Na definição das estações do ano da nossa vida, se o verão é a nossa infância, a primavera é nossa adolescência e juventude. 

A Bíblia já nos ensina: Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá contas. Afasta, pois, do teu coração o desgosto e remove da tua carne a dor, porque a juventude e a primavera da vida são vaidade. (Eclesiastes 11.9,10). 

A adolescência e a juventude, caracterizadas pela alegria e movimento, são momentos importantes da vida. Nestas fases identificamos nossos grupos de amigos, que podem nos abençoar ou nos afastar de Deus, levando muitos jovens a desviarem-se de princípios bíblicos e familiares. Amigos errados têm sido a causa de muitos adolescentes entrarem nas drogas e no tráfico, e de muitos abandonarem os estudos e se voltarem para vida de crimes.

É na adolescência (fase dos 13-19 anos) que selecionamos nossa profissão, uma das escolhas mais importantes da vida, que vai orientar e definir nossos passos na vida adulta. Nesta fase, ou no início da juventude, também escolheremos o perfil da pessoa com quem pretendemos passar a vida junto. Afinal, o perfil escolhido para namoros evidencia o que um jovem pensa a respeito do seu futuro cônjuge. 

A fase primaveril da vida é também a fase em que consolidamos valores e conceitos já aprendidos, assimilando-os como nossos: ideologias políticas, doutrinas bíblicas, valores familiares e sociais, e conceitos que definem nossas escolhas sexuais e morais. Ao entrarmos na vida adulta, poucos valores se modificam – a não ser quando vivenciamos o processo genuíno de conversar e santificação na sua integralidade.

Como pais, professores, educadores, avós, pastores e líderes eclesiásticos, precisamos voltar nossos olhos para este grupo de adolescentes e jovens que nos cerca. Muitos estão tomando direções insensatas na vida moral, escolhendo caminhos que levam à destruição, morte e violência. Outros estão optando por uma vida sexual desregrada e pecaminosa, plantando infelicidade futura por meio de seus atos presentes.

Há muitos adolescentes abandonando os estudos, e jovens com quase trinta anos sem direção profissional ou vocacional. Outros estão envolvidos em relacionamentos afetivos doentios, estimulados por amigos cujos princípios são anti-bíblicos.  Sem falar nos que ocupam bancos de igrejas evangélicas, mas cuja prática de vida destoa do evangelho.

Precisamos voltar a ensinar em casa, com exemplos e palavra, quais as medidas de Deus a serem tomadas para relacionamentos afetivos felizes. Nossos filhos precisam assistir seus pais casados, afetivamente felizes, sexualmente realizados, se relacionando de forma respeitosa e amorosa. Os valores da família precisam ser ensinados com dedicação e amor, e respeitados pela valorização da harmonia familiar. Isto significa que nossa casa precisa ser agradável, harmoniosa, respeitosa e muito aconchegante. Precisamos ser exemplo, de tal forma que eles possam nos fazer de confidentes.

Se o mundo distorce o que ensinamos em casa e na igreja, nossa prioridade precisa ser viver o que ensinamos em casa e na igreja. Devemos viver de tal modo o que pregamos e ensinamos, de tal modo que o resultado da nossa vivência seja o maior e melhor testemunho, superando toda ideologia mundana.

Abrace, beije, ensine, converse, ouça, acompanhe, ame e plante muitas flores no jardim da vida dos seus filhos. Que eles possam perseguir sempre as melhores memórias da primavera de suas vidas!

elaine

Elaine Cruz 

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

Páscoa

Escrito por Elaine Cruz
Páscoa

Meses antes da chegada da Páscoa, os supermercados e lojas de doces lotam suas prateleiras...

Equilíbrio Emocional

Escrito por Elaine Cruz
Equilíbrio Emocional

Nossos filhos, gerados ou adotados, são presentes de Deus, que expandem nosso horizonte e...

Bem me quer, mal me quer…

Escrito por CPAD Web
Bem me quer, mal me quer…

Não sei se as crianças de hoje ainda brincam de Bem me quer, mal me quer.  Mas se voc...

Sozinhas e bem acompanhadas

Escrito por Elaine Cruz
Sozinhas e bem acompanhadas

Na grande maioria dos países o número de mulheres é maior do que o dos homens, e isto refl...

Guerra declarada

Escrito por CPAD Web
Guerra declarada     

Por muito tempo a guerra espiritual parecia velada para a maioria das pessoas. Ela era dis...

Tragédias anunciadas

Escrito por Elaine Cruz
Tragédias anunciadas

Nossa sociedade assiste, estarrecida, novas tragédias que se sucedem ao longo do Brasil e...

Aborto

Escrito por Elaine Cruz
Aborto

Quem acompanha de perto a discussão e as leis sobre o Aborto, sabe que em janeiro deste an...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2019 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.