Valquíria Salinas

Valquíria Salinas é cristã evangélica, com vasta formação na Psicologia e áreas correlatas. Faz um sólido trabalho de aconselhamento e apoio ao lado de seu marido e pastor. Traz para o público evangélico, de forma clara e simples, temas e abordagens do aspecto psicológico do ser humano e sua relação espiritual com Deus, tudo de forma clara, simples e direta. Seja para adolescentes e jovens, para mulheres, casais ou família, no templo, no acampamento ou em empresas, a Psicóloga Valquíria Salinas fala sem achismos. Tem experiência de 16 anos de atendimento diário em seu consultório de psicologia, atuou em 2 Hospitais Psiquiátricos e foi voluntária no SOS - para recuperação de drogados e alcoólatras – durante 5 anos. Está à frente do Culto Regional de Mulheres, que reúne cerca de 3 mil mulheres mensalmente, na Assembleia de Deus na cidade de Sorocaba-SP.

 

Tipos de Depressão

No último artigo, falamos sobre o pessimista e a depressão. Agora vamos conhecer os tipos mais graves desta doença. Acompanhe conosco!

Depressão Moderada (Distimia) – A distimia é caracterizada por sintomas depressivos brandos, contudo crônicos, em que os sintomas se dão por no mínimo dois anos. Fazendo-se presente na maior parte, e tornando boa parte dos dias obscuros.

Segundo Andrew Solomor, The Noonday Demon.
“A Depressão moderada (distimia) é gradual e as vezes permanente, minando as pessoas  como a ferrugem corrói o ferro.Os menores dissabores causam um imenso pesar, uma dor que se alimenta das outras emoções e ocupa todos os espaços até expulsá-las.”

É importante saber que a distimia vai “consumindo” a pessoa lentamente, com isso a pessoa com o passar do tempo vai achando que o pessimismo faz parte de sua personalidade. A pessoa às vezes até trabalha e faz o que é necessário, porém fica abatido, negativo e se detesta.
Mesmo que a pessoa receba coisas positivas, continua infeliz e insatisfeito, passa a viver de forma mecânica e robotizada, onde a vida lhe torna um fardo com uma rotina insípida. Também é importante ressaltar que uma pessoa com distimia possui tristeza, contudo existem pessoas que às vezes podem sentir-se tristes sem estarem deprimidas.

Perfis de estresse que possuem relação:
O estresse agudo - provocado por acontecimentos isolados pode contribuir para eclosão da distimia (desastres naturais, ataques terroristas, perda de um membro da família).
O estresse crônico - dificuldades financeiras, problemas sexuais, abusos sexuais ou físicos, problemas conjugais, desemprego ou excesso de trabalho. Produz mudanças bioquímicas no cérebro, com isso cada advento estressante traz prejuízos ao cérebro onde a pessoa passa a ter dificuldades de se recuperar, fazendo com que torna-se mais propensa à depressão.

Depressão Grave – É aquela onde na maioria do tempo ou quase sempre você se sente abatido e raramente sente prazer e alegria. Os sintomas típicos são desamparo, dificuldades de dormir ou excesso de sono, perda do apetite, desespero, negativismo, baixa autoestima.
O Depressivo Grave caracteriza-se por muitas vezes sentir que é irrelevante viver ou morrer, além de que dificilmente uma pessoa com Depressão Grave conseguirá se recuperar sozinha sem um tratamento.

A Depressão Exógena
também conhecida com reativa é aquela que se produz como resposta a um evento traumático, como perda de um trabalho, de alguém, de uma condição social. Curioso ressaltar, que os fatores ambientais podem ser depressores para algumas pessoas e para outras não, variando de caso para caso, a perda de alguma coisa poderá desencadear um sintoma semelhante à depressão, contudo a pessoa não é depressiva, no modelo de depressão exógena, o individual apenas encontra-se deprimido.

A Depressão Endógena vista como a depressão decorrente de ordem biológica e genética. Embora não se possa dizer que uma depressão surge unicamente de ordem ambiental e outra unicamente de ordem genética. A maioria dos pesquisadores acredita que a Depressão tem uma origem biopsicossocial.

A Depressão Sazonal é aquela conhecida como Transtorno afetivo sazonal (TAS), ou seja, é a depressão recorrente e que se instala durante o período do outono e inverno vindo a passar nas outras estações do ano como primavera e verão. 
No outono e no inverno as pessoas com depressão sazonal passam a se sentirem tristes e cansados, algumas pessoas passam a comer demais, principalmente carboidratos e dormem em excesso. No caso da depressão sazonal ocasionada por fatores climáticos, é importante ter bastante contato com a luz, para a melhora do paciente.
Também é comum nesse modelo de depressão, casos relacionados com um mês do ano, por exemplo: mês da separação conjugal, de uma hospitalização anterior e etc. De forma geral, com algum fator muito marcante e traumático representado naquele período. Como pessoas que no Natal, por exemplo, sentem-se tristes e deprimidos, em que alguns pacientes até conseguem perceber que isso se dá, ao recordar de suas histórias. Como por exemplo, em um caso em que o pai tinha o hábito de beber e violentar a mãe e os filhos.

Transtorno Disfórico Pré-Menstrual (TDP ou TDPM) 
Esse é um tipo de depressão onde a mulher sente-se depressiva mensalmente, coincidindo com o ciclo menstrual, em que comumente tem-se o início mais ou menos uma semana antes da menstruação, terminando ao final do sangramento. Estudos têm mostrado que o TDP ocorre em 3 a 8% de mulheres em período reprodutivo. Dez por cento das mulheres usuárias de anticoncepcionais experimentam sintomas depressivos, período em que a mulher passa apenas 14 dias do mês, aproximadamente, alegre disposta e gentil com as pessoas que a cercam, todavia mais ou menos uma semana antes da menstruação chega a ficar muito irritada e acaba entrando em um estado depressivo, perdendo muitas vezes a vontade de desempenhar funções profissionais, além de que normalmente nesse momento, ela se torna desagradável com os filhos, o marido e etc. Pacientes em tratamento psicológico tendem a melhorar inclusive as relações com ajuda e compreensão familiar.

Depressão decorrente de Enfermidades físicas 
Segundo o National  Institute of Mental Health, apresenta quadro depressivo uma em cada três pessoas com problemas de saúde como:

* Hipotireoidismo (insuficiência da tireoide) pode provocar sintomas como Humor Deprimido, perda de interesse pelas coisas, perda do prazer, dificuldade de dormir e concentrar-se, cansaço, fadiga crônica, ganho de peso.
* Diabetes embora muitas pessoas saibam que são portadoras da doença, podem perder peso, fadiga e problemas relacionados ao sono, todos os sintomas típicos da depressão. 
* Mal de Parkinson, derrames, tumores, lúpus, aneurismas e demências- Podem acarretar apatia, perda de memória, falta de concentração.
* Deficiências Nutricionais-como ácido fólico, vitamina B12,niacina.
* Algumas doenças Infecciosas (hepatite, encefalite, meningites) também podem às vezes estar ligadas a depressão.
* Também podem ter efeitos depressivos mesmo antes do diagnóstico algumas formas de câncer.

Quero finalizar dizendo que a Depressão é uma Doença e pode atingir a qualquer um, mesmo que o indivíduo seja Cristão. Já atendi líderes espirituais com depressão, que no passado chegaram a orar por outra pessoa, apenas por acreditar que a depressão era uma possessão demoníaca. Deus possui o poder de curar toda e qualquer doença, todavia o próprio Deus nos deixou os profissionais da Saúde. Não sofra! Busque um psicólogo e ele verá se será também necessário um tratamento medicamentoso, caso seja, ele irá te encaminhar a um psiquiatra, uma vez que a medicação trata os sintomas e o tratamento psicológicos às causas.

O Cristão pode eventualmente se abater, mas nunca se destruir, clame a Deus.
Salmo 18.6 - Clame Ao Senhor e ele te ouvirá.
Na minha aflição clamei ao Senhor; gritei por socorro ao meu Deus. Do seu templo ele ouviu a minha voz; meu grito chegou à sua presença, aos seus ouvidos. Deus te ama e quer vê-lo feliz!

A Paz do Senhor Jesus, beijo no Coração e até a Próxima!

valquiria

Valquíria Salinas 


*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

A Força das Emoções

Escrito por Valquíria Salinas
A Força das Emoções

Não são poucas as pessoas que vivem oprimidas por conta de feridas emocionais e por pensam...

Mãe Suficientemente Boa

Escrito por Valquíria Salinas
Mãe Suficientemente Boa

O que é ser mãe?Talvez rapidamente você me responda: - Ser mãe é ter e/ou criar um filho,...

Transtorno Obsessivo Compulsivo

Escrito por Valquíria Salinas
Transtorno Obsessivo Compulsivo

Entenda Primeiramente Isso De vez em quando é comum termos dúvidas recorrentes em nossas c...

Transtorno Compulsivo por Compras (...

Escrito por Valquíria Salinas
Transtorno Compulsivo por Compras (Oneomania)

Você é ou conhece alguma mulher que não consegue resistir a uma promoção, que não consegue...

Autoestima - A baixa da auto e a Al...

Escrito por Valquíria Salinas
Autoestima - A baixa da auto e a Alta da baixa

ASSUNTO RECORRENTE Assim como eu, você mulher ouve muito sobre a importância da autoestima...

Tipos de Depressão

Escrito por Valquíria Salinas
Tipos de Depressão

No último artigo, falamos sobre o pessimista e a depressão. Agora vamos conhecer os tipos...

O Pessimista e a Depressão

Escrito por Valquíria Salinas
O Pessimista e a Depressão

O Depressivo não consegue ver vida de forma otimista A pessoa que está deprimida frequente...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2018 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.