Como Noemi ou Mara?

Tem dias que olhamos pela janela e vemos que está nublado, o tempo lá fora mostra que vai cair um forte temporal. O friozinho arrepia e o nosso desejo só é voltar para cama e ficar encolhida debaixo de uma coberta bem quentinha e aconchegante.

Existem momentos que estamos vivendo dias assim. São dias que olhamos adiante e não vemos a quem recorrer. Temos vários amigos, mas nenhum deles têm a resposta dos problemas que estamos passando. Momentos tristes, momentos solitários, momentos…

São situações de perdas, de dores, de um sentimento de fracasso que invade a nossa alma e a nossa dúvida é: “Será que o Sol da Esperança não vai nascer?”

A Bíblia conta a história de Noemi, uma mulher feliz, com sua família constituída: marido, filhos e noras, mas ela poderia levantar a mão e contar para você como foi sua experiência de dias nublados e tristes. Ela sentiu na pele o que é perder o marido e depois os dois filhos. Tente imaginar: Uma mulher que tinha alegria, que era conhecida onde morava, que transmitia paz e segurança, agora se encontrava dentro do seu mundo vazio, angustiado e solitário.

E como vimos na Bíblia, ela colocou no seu coração o desejo de voltar para a sua terra natal com um sentimento de vergonha e tristeza. Acompanhada de suas duas noras, Rute e Orfa, ela não achou certo que as jovens viúvas passassem pela mesma dor que ela estava passando e tentando poupá-las de tamanho sofrimento, ordenou que voltassem para a casa de seus pais. Orfa aceitou a ideia e voltou para seus pais. Rute, porém, continuou o caminho com sua sogra e não a abandonou.

Nenhuma palavra conseguia descrever a dor que Noemi estava enfrentando. E quando alguém a avistou entrando na cidade, pergunta: “Não é esta Noemi?” E ela responde:“Não me chameis Noemi; chamai-me Mara; porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. Cheia parti, porém vazia o Senhor me fez tornar; por que pois me chamareis Noemi? O Senhor testifica contra mim, e o Todo-Poderoso me tem feito mal.(Rute 1.19-21)

Quantas vezes nos sentimos vazias assim como Noemi. Perguntamos o tempo todo se ainda há esperança para nossa vida. Estamos nos sentindo como Mara. Duvidamos por alguns instantes se Deus está nos vendo, se Ele está cuidando de nós.

Sim, minha amada irmã, Ele está vendo tudo. O interessante é que mesmo nos momentos de dificuldade, Deus não perde nenhum de nós de vista. Ele está no controle da sua vida. Ele não vê como nós vemos, o presente, o hoje. O Senhor vê além, vê o nosso futuro. Outro dia virá e o Sol brilhará novamente na sua vida.

Nesses momentos de angústia, olhe somente para Aquele que pode lhe ajudar. Lembra do final da história de Noemi? Ela teve sua família restaurada. Rute casou com Boaz e assim, resgatou aquela família. Um motivo de celebração. A alegria voltou a reinar na vida daquela senhora.

E na sua vida? Hoje está como Mara, angustiada, aborrecida, sem saber o que fazer? Relaxe! Volte a sonhar. Você vai voltar a sorrir. Os dias vão mudar. Aproveite esse tempo para orar, louvar e ler a Bíblia. Procure estar mais pertinho de Deus.

E quando você olhar novamente para a janela, as nuvens pesadas e escuras já estarão indo embora, o dia estará clareando, sinal de que vem chegando o Sol por aí… Você crê?

Por Luciene Saviolli

Fui curada de Hanseníase e voltei a...

Escrito por Mulher Cristã
Fui curada de Hanseníase e voltei a andar

A paz do Senhor! Sou Maria da Saúde Gonçalves, 42 anos e moro no Rio de Janeiro. Sou membr...

Jesus curou minha filha e também me...

Escrito por Mulher Cristã
Jesus curou minha filha e também meu coração

A paz do Senhor, amadas. Sou Adriana Gomes de Oliveira e quero contar o que Deus fez por m...

As mulheres da genealogia de Jesus

Escrito por Mulher Cristã
As mulheres da genealogia de Jesus

Você aprecia o estudo das genealogias? Em geral não gostamos muito desse tema e quero conf...

No meio de um redemoinho

Escrito por Mulher Cristã
No meio de um redemoinho

Perdas, angústias, desilusões,... Tem hora que procuramos onde está um refúgio, um lugar p...

O Senhor me ressuscitou

Escrito por Mulher Cristã
O Senhor me ressuscitou

A paz do Senhor, irmãs. Sou Márcia da Silva Costa, tenho 44 anos e moro no Rio de Janeiro....

Curada de Síndrome do Pânico

Escrito por Mulher Cristã
Curada de Síndrome do Pânico

A paz do Senhor, amadas irmãs. Sou Aline Alves, tenho 26 anos, moro em Fortaleza (CE) e co...

Sem sequelas!

Escrito por Mulher Cristã
Sem sequelas!

A paz do Senhor irmãs, meu nome é Elyzer Maria da Silva, moro na cidade de Campo Grande (M...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2018 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.