Valquíria Salinas

Valquíria Salinas é cristã evangélica, com vasta formação na Psicologia e áreas correlatas. Faz um sólido trabalho de aconselhamento e apoio ao lado de seu marido e pastor. Traz para o público evangélico, de forma clara e simples, temas e abordagens do aspecto psicológico do ser humano e sua relação espiritual com Deus, tudo de forma clara, simples e direta. Seja para adolescentes e jovens, para mulheres, casais ou família, no templo, no acampamento ou em empresas, a Psicóloga Valquíria Salinas fala sem achismos. Tem experiência de 16 anos de atendimento diário em seu consultório de psicologia, atuou em 2 Hospitais Psiquiátricos e foi voluntária no SOS - para recuperação de drogados e alcoólatras – durante 5 anos. Está à frente do Culto Regional de Mulheres, que reúne cerca de 3 mil mulheres mensalmente, na Assembleia de Deus na cidade de Sorocaba-SP.

 

A Inveja

Desgosto pelo bem alheio. Desejo de possuir o que outro tem, geralmente acompanhado de ódio pelo possuidor.” Dicionário Priberam, 2008-2013.

Quando Nasce a Inveja 
A inveja é um dos piores problemas da humanidade, sendo descrita como um dos piores pecados capitais, afinal trata-se de um sentimento extremamente destrutivo, tanto para a sociedade, como para o próprio indivíduo que a possui.

A Inveja é um dos mais primitivos sentimentos. Segundo Melanie Klein, autora e psicanalista conhecida da psicologia, a Inveja se manifesta já no bebê, que inveja a mãe pelo fato dela produzir o próprio alimento e ele não. O bebezinho precisa desenvolver na relação com a sua mãe a capacidade de tolerar eventuais frustrações e necessita perceber que existe diferença entre a figura dele e da mãe, para que dessa forma seja possível o seu desenvolvimento de forma saudável. A inveja não é algo bom, mas se desenvolve desde a tenra idade.

Como é e como se sente a pessoa invejosa?
A pessoa invejosa possui uma característica predominante, que é a necessidade de sempre criticar, procurando assim desfazer das pessoas ou das coisas que a cercam. 
A Inveja tende a aparecer de forma discreta e atenuada, através de pequenos comentários ou apontamentos perante a vida alheia. Um exemplo comum disso no meio cristão é:
- “A irmã que cuida do louvor é uma benção, ensina bem, dedicada, mas gosta de se aparecer muito! Não precisa isso!”
A inveja está diretamente ligada à baixa da autoestima. A pessoa somente acredita que será alguém no mundo que a cerca se puder destruir a outra para ser o que a outra é!

Tipos de Inveja
Segundo Chaucer existem dois tipos de Inveja:

1. Inveja em que a maior prejudicada é a pessoa que a possui. Nesse caso a inveja que pode ser analisada e controlada, gerando a possibilidade de que a pessoa que está sentindo se autoavalie,veja e reveja suas falhas. O indivíduo poderá gerar uma positiva ambição e buscar o que deseja ou falta conquistar. Exemplo: Uma mulher observa a outra que canta bem e a partir disso, busca entrar em aulas de canto para evoluir, não prejudicando diretamente a amiga cantora. Observe que seria melhor essa motivação pela aula de canto surgir da admiração ou do talento natural, da busca individual pela melhoria, e não por querer ser mais ou melhor para provar alguma coisa a si mesma ou a outrem. O desfecho que esse tipo de invejoso tem é, ao chegar lá na frente, poder demonstrar o dizer: Eu consegui e sou melhor que você!

2. O outro tipo de Inveja, e mais destrutiva, chamamos de Inveja Patológica. Vemos na Bíblia o caso em que Caim mata Abel, ou o caso dos irmãos de José tentando matá-lo, e jogam-no em um poço. Infelizmente existe em toda a parte pessoas acometidas de inveja patológica, e chegam a acreditar que Deus privilegia somente os outros. Se ‘vitimam’ o tempo todo por conta da inveja que sentem.

A Inveja é um Câncer
A pessoa Invejosa se sente incapaz e tende a querer destruir a outra, pois não suporta não ser melhor, não suporta não estar em destaque, não suporta ver o outro! Esse sentimento é impulsionado, quase sempre, por aquilo que a pessoa não possui, e podem ser bens de consumo, pessoas, características de personalidade do outro e até mesmo o sentimento alheio. Cada pessoa invejosa possui uma variação dessas condições, existindo casos em que o indivíduo deseja a casa do outro, o carro, o estilo de vida, clona-se na personalidade do outro e alguns indivíduos chegam a desejar os filhos do outro e até o marido/esposa do outro, ou seja, a pessoa nesse nível de inveja patológica passa a desejar a vida completa da outra pessoa. Ela quer ser o outro e para isso tenta destruir o invejado, seja psiquicamente, moralmente, financeiramente etc.

Há pessoas que chegam a se aproximar da vítima, pegar “amizade”, usam de hipocrisia para descobrir mais informações e traçar qual caminho ardiloso seguirão para destruir o outro. Um nível de inveja cancerígeno. 

Lidando com o Invejoso
Quando você perceber que tem uma pessoa invejosa próxima a você, não conte seus sonhos, planos e conquistas, evite falar detalhes de sua vida, além disso não tente  agradar com elogios e presentes, pois essas atitudes só alimentarão a inveja contra você.
Caso você conheça alguém com esse perfil, fique atento, preze pela discrição e imponha um leve distanciamento do convívio, para que dessa forma a inveja do outro não seja potencializada. Porém, não se anule ou mude radicalmente sua vida pela inveja do outro. Seja você mesma e ore por ele. 
A inveja faz muito mal às pessoas, comprometendo a saúde física, psicológica e espiritual do invejoso. 

Quando Presentes viram Ofensa 
Para exemplificar o quão assustador e destrutivo pode ser esse sentimento, vejo em meus atendimentos pessoas que ao receberem um presente, sentem inveja mortal da pessoa que lhe presenteou. Sendo assim, o presente não surge como um laço de paz e amizade, como algo bom; antes, o presente (geralmente na inocência de quem o dá) é um ‘tapa na cara’, uma ofensa para o invejoso que o recebe. Por isso, ao identificar um invejoso, não tente agradá-lo, ser simpática, conquistar com carinho, convites e presentes. Dificilmente isso irá resolver e, ao contrário, intensificará o ódio que a pessoa sente.

Reconhecer que é Invejosa
Reconhecer a inveja em si é, para a maioria das pessoas, muito difícil. Observo em meu consultório que muitas pacientes tentam negar tal sentimento, isso porque sentem vergonha de se verem invejosas, todavia, a primeira forma para começar o tratamento é reconhecer a sua existência. Reconhecer o erro é a raiz de toda a cura!

Alegre-se com a Bênção do Outro
A palavra de Deus diz: “Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;” Romanos 12.15

Só é capaz de ficar feliz com as conquistas de seus familiares e amigos quem inicialmente é uma pessoa feliz e resolvida consigo mesma. 
Hoje é comum, inclusive no ambiente da igreja, mulheres que se incomodam com as bênçãos na vida do outro, muitas se tratam aparentemente bem, abraçando e chamando até de “querida, linda, amada etc”, porém estão tomadas pela inveja. Essas mulheres invejosas refletem uma infelicidade interna e consigo mesmas, podendo ser potencializadas através das redes sociais, local em que a pessoa invejosa está sempre “de olho”, observando outros indivíduos que aparentam enorme felicidade ao exporem viagens em família e muitas outras conquistas. Alguns invejosos não se contém e fazem comentários irônicos, maldosos e desnecessários.

Deus cura todo e qualquer mal
Deus conhece o coração de cada uma de nós, sabe quando sentimos inveja ou não e sabe o que fazemos com os nossos sentimentos. Não finja o que você sente, aceite sua situação, peça a Deus ajuda e vença esse sentimento ruim para se tornar uma pessoa muito mais feliz.
Se você é uma pessoa que se identificou como invejosa e percebe que está sofrendo desse mal, seja uma mulher sincera consigo mesma e com Deus, busque entender a Palavra de Deus e não deixe de orar, identifique dentro de você o porquê dessa inveja. Observe que você tem valor para Deus e para muitas pessoas. Como Jacó, tenha um encontro real com Deus e consigo mesma. Você não precisa ser o outro, ter exatamente algo só porque o outro tem. Você pode ser feliz com as características próprias tuas, com as bênçãos que Deus te concedeu. Você pode ser um dos onze irmãos de José e fazer a coisa certa. Você pode não ser o José e nem por isso precisa ter inveja dele ou querer vê-lo no poço. Você pode se livrar desse mal que faz mal ao outro e a você mesma.
Comece com: reconhecer e querer mudar. Deus mudará você e certamente você será mais saudável e feliz! 

Beijo minha irmã em Cristo. A Paz do Senhor e até a próxima!
"Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença." Êxodo 20.15
Pois a dor destrói o louco, e a inveja mata o tolo.” Jó 5.2
Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros.” Gálatas 5.26

valquiria

Valquíria Salinas 


*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

Ciúmes

Escrito por Valquíria Salinas
Ciúmes

Alguns acreditam que o ciúme é uma prova de amor. Assim como existem mulheres com um senti...

A Inveja

Escrito por Valquíria Salinas
A Inveja

“Desgosto pelo bem alheio. Desejo de possuir o que outro tem, geralmente acompanhado de ód...

A Força das Emoções

Escrito por Valquíria Salinas
A Força das Emoções

Não são poucas as pessoas que vivem oprimidas por conta de feridas emocionais e por pensam...

Mãe Suficientemente Boa

Escrito por Valquíria Salinas
Mãe Suficientemente Boa

O que é ser mãe?Talvez rapidamente você me responda: - Ser mãe é ter e/ou criar um filho,...

Transtorno Obsessivo Compulsivo

Escrito por Valquíria Salinas
Transtorno Obsessivo Compulsivo

Entenda Primeiramente Isso De vez em quando é comum termos dúvidas recorrentes em nossas c...

Transtorno Compulsivo por Compras (...

Escrito por Valquíria Salinas
Transtorno Compulsivo por Compras (Oneomania)

Você é ou conhece alguma mulher que não consegue resistir a uma promoção, que não consegue...

Autoestima - A baixa da auto e a Al...

Escrito por Valquíria Salinas
Autoestima - A baixa da auto e a Alta da baixa

ASSUNTO RECORRENTE Assim como eu, você mulher ouve muito sobre a importância da autoestima...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2018 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.