Elaine Cruz

Elaine Cruz é psicóloga clínica e escolar, com especialização em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade. É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e no exterior. Atua como terapeuta há mais de vinte e cinco anos e é conferencista internacional. É mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA) e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Como escritora recebeu o 'Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional' e é autora dos livros “Sócios, Amigos e Amados” e “Amor e Disciplina para criar filhos felizes”, todos títulos da CPAD.

Trazendo a Igreja para Casa

Tenho o privilégio de ter sido apresentada no templo antes de completar um mês de vida. Passei por todas as fases na igreja, fui uma adolescente que cantava, tocava guitarra e teclado com prazer para Deus. Casei-me com um rapaz que conheci também trabalhando pra Deus, liderando jovens em muitos congressos e apresentei meus dois filhos ao Senhor. Hoje, já casados, tenho o privilégio de ter meu filho na terceira geração de pastores na família e de ver minha filha, também psicóloga, atuante na obra de Deus ao lado de seu marido.

Não foi fácil. Muitas noites de sábado eram gastas antecipando as mamadeiras e papinhas a serem levadas para o domingo pela manhã. Meus filhos já dormiam semi arrumados para a Escola Dominical matutina e muitas mudas de roupa foram trocadas no berçário da igreja, pois depois da ED haviam os inúmeros ensaios e reuniões departamentais. Não foi fácil, mas hoje já tenho saudades.

Meus filhos desde cedo entenderam que ir a igreja era mais importante do que ir a escola secular. Não participaram de problemas de exercício ministeriais, foram sempre protegidos contra qualquer tipo de escândalos, de modo à só conhecerem as belezas do evangelho. Compreenderam que frequentar os cultos era parte da rotina, como tomar banho, escovar dentes ou visitar os avós. Nunca questionaram, sempre foram com prazer, continuam indo e minha oração é que sempre o façam com alegria e gratidão.

Enquanto seus filhos forem pequenos, não pergunte se querem ir ou continuar dormindo. Não há opção entre ir ao culto ou passear, entre frequentar ED ou jogar videogames com os amigos. Não ceda a chantagens ou preguiça, não amoleça seu coração quando forem dormindo no carro, pois ao acordarem na igreja e encontrarem os amigos frequentes, eles se animarão!

Frequentar igreja é mais importante do que frequentar a escola secular ou jogar no time do bairro. Ter amigos na igreja é muitíssimo mais importante do que ser popular em qualquer outra roda dos amigos.

Contudo, por mais importante que seja cultuar no templo, aprenda a levar a Igreja pra casa. Não estou sugerindo falar da igreja ou de suas questões políticas, e muito menos desconsiderar ou apontar erros percebidos pelos líderes e irmãos. Trazer a Igreja pra casa é fazer da sua casa uma igreja, um local de comunhão com Deus, um local de adoração, um espaço onde o Espírito Santo possa atuar, tocando e salvando.

Quando estiver sozinha em casa, levante as suas mãos em seu lar e chame Deus para ocupá-lo. Ore todos os dias nos quartos de seus filhos, faça culto doméstico com os pequenos. Se seu marido e filhos já jovens não forem evangélicos (ainda…), abrace-os e ore silenciosamente. Acorde de madrugada, e cubra-os com cobertor e com oração. Ofereça sempre um sorriso, uma oração pela saída e pelo regresso ao lar. Fale com sabedoria sobre o amor de Deus, apresente o plano de salvação de forma simpática, e evite todo tipo de controvérsia que envolva religião.

Traga a Igreja pra casa. Apresente o amor de Deus, amando. Explane sobre a paz que encontramos em Jesus, vivenciando a paz que excede todo entendimento. Pregue a alegria da salvação, mantendo um sorriso franco e uma divertida maneira de falar verdades. Ensine sobre o cuidado de Deus sendo a melhor cuidadora, e esteja sempre bem motivada e arrumada, pois temos um Deus que arruma nossa vida e futuro.

Que Deus tenha satisfação em entrar em seu lar bonito e elegante, convidativo e sereno, arrumado, pacífico e alegre. Se você está em Deus, vivendo os mandamentos dele, você tem legitimidade para convidar Deus a participar e habitar seu lar.

Deus tem prazer em visitar você e deseja salvar os que você ama! 

elaineElaine Cruz 

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

Aborto – direitos e deveres 

Escrito por Elaine Cruz
Aborto – direitos e deveres 

Sabemos que a vida se inicia com a fecundação do óvulo feminino pelo espermatozóide mascul...

Mulheres e Esposas 

Escrito por Elaine Cruz
Mulheres e Esposas 

Desde pequenas as meninas sonham com casinhas, bonecas, filhos e maridos. Algumas mais ind...

Não espere o leite derramar!

Escrito por Elaine Cruz
Não espere o leite derramar!

Se você tem mais de trinta anos, deve se lembrar de ver sua mãe colocar a leiteira no fogo...

Respire fundo! 

Escrito por Elaine Cruz
Respire fundo! 

A vida nos reserva momentos em que precisamos aprender a respirar fundo, buscando o ar que...

Ouvindo sem escutar

Escrito por Elaine Cruz
Ouvindo sem escutar

Os estímulos que recebemos diariamente são inúmeros. Cada vez se torna mais difícil encont...

Em paz com o espelho

Escrito por Elaine Cruz
Em paz com o espelho

Desde que nascemos participamos de uma grande competição. Há sempre o sobrinho mais bonito...

Gentilezas

Escrito por Elaine Cruz
Gentilezas

A gentileza está cada vez mais rara. O tom de voz macio e sereno tem desaparecido de muito...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2018 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.