Elaine Cruz

Elaine Cruz é psicóloga clínica e escolar, com especialização em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade. É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e no exterior. Atua como terapeuta há mais de trinta anos e é conferencista internacional. É mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA) e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Como escritora recebeu o 'Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional' e é autora dos livros “Sócios, Amigos e Amados”, “Amor e Disciplina para criar filhos felizes” e o mais recente, "Equilíbrio Emocional", todos títulos da CPAD.

O medo do novo! 

Desde a infância sabemos o quanto pode ser difícil começar numa nova escola, fazer novos amigos e desenvolver uma nova habilidade esportiva. Crescemos e os desafios se aprimoram, como descobrir como namorar, como beijar ou começar a trabalhar em um novo emprego.

Quando nos casamos tudo é novo. A casa, as tarefas e, muito especialmente, o convívio com um cônjuge com criação diferente da nossa. Depois surgem os filhos – um desafio inovador que se repete todos os dias, trazendo surpresas, cansaços e alegrias surpreendentes!

O novo pode ser assustador ou animador. Pode nos fazer avançar ou nos paralisar frente a desafios inovadores. Algumas pessoas têm tanto pavor do novo, que evitam se casar e esticam a adolescência para não encararem os novos encargos da vida adulta.

Quando um novo ano se inicia, é natural que estejamos receosos. Não sabemos o que ele nos reservará, e não podemos antecipar ou antever situações. A despeito de termos a consciência de que será novamente um passar de dias marcados em um calendário, estamos certos de que vamos vivenciar coisas novas, encarando situações diversas e desafiadoras.

O desafio do futuro é inevitável. Nossa saúde muda, as estações do ano variam, e até mesmo o afeto das pessoas que amamos pode mudar. A economia é instável, situações políticas são alteradas, e até nossa moeda varia de valor.

Não temos como ter a exatidão das vivências futuras. Contudo, podemos mudar nossa forma de encarar as novidades que nos aguardam. 

A vida traz temores, mas não precisamos viver atemorizados. Não precisamos estar preocupados com fatores e eventos que ainda não sabemos se vão ocorrer: “Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?”  (Mateus 6.25-27). 

A cada dia vamos encontrar desafios, mas precisamos nos apegar à promessa de que não há nada que sai do controle divino, e que ele tem prazer em realizar os desejos dos nossos corações, quando estes se encaixam no plano dele para as nossas vidas.

Além disso, vivências antigas nos fazem crescer. Experiências antigas nos ensinam manejos para as novas. E até mesmo nossas tribulações produzem maturidade e esperança: nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu. (Romanos 5.3-5). 

Para este ano você projeta um novo emprego? Empenhe-se para que este novo trabalho seja o seu melhor! Pretende se casar? Planeje o melhor e esforce-se para que seu casamento seja feliz! Vai ter filhos? Prepare-se para emocionantes novidades e aventuras!

Viva o novo de Deus sempre! Deus sempre tem coisas novas e abençoadas para as nossas vidas!

elaine

Elaine Cruz 

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

A cultura suicida

Escrito por Elaine Cruz
A cultura suicida

Segundo a Organização Mundial de Saúde, temos no mundo um suicídio a cerca de cada vinte s...

Considere o que você já tem!

Escrito por Elaine Cruz
Considere o que você já tem!         

A parábola do filho pródigo retrata do comportamento do filho que gasta o que recebe do pa...

Filhos pródigos

Escrito por Elaine Cruz
 Filhos pródigos

Uma das parábolas mais lindas e conhecidas da Bíblia enfatiza o comportamento de um filho...

Tempos

Escrito por Elaine Cruz
Tempos

Nós não sabemos viver desvinculados do tempo. Vamos somando nossos dias de vida, dividindo...

Páscoa

Escrito por Elaine Cruz
Páscoa

Meses antes da chegada da Páscoa, os supermercados e lojas de doces lotam suas prateleiras...

Equilíbrio Emocional

Escrito por Elaine Cruz
Equilíbrio Emocional

Nossos filhos, gerados ou adotados, são presentes de Deus, que expandem nosso horizonte e...

Bem me quer, mal me quer…

Escrito por CPAD Web
Bem me quer, mal me quer…

Não sei se as crianças de hoje ainda brincam de Bem me quer, mal me quer.  Mas se voc...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2019 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.